Controle Financeiro

O impacto da inadimplência no financeiro do consultório

Se existe uma parte do consultório que precisa ser gerenciada com mais atenção é a financeira, afinal ela é responsável por manter seu consultório em funcionamento.

Saber exatamente quanto você recebe, quanto gasta, as previsões para o futuro e as formas de otimizar os lucros e investimentos é apenas o básico que precisa ser feito para que sua empresa não feche as portas. Nesse contexto, qualquer dinheiro que deveria entrar e não entra é um problema. É aqui que entra a discussão sobre inadimplência.

O guia do Serasa Como evitar a inadimplência define

Inadimplente” como “aquele que falta ao cumprimento de suas obrigações jurídicas no prazo estipulado” e “inadimplência” como “o não cumprimento de algo.

No contexto de uma empresa, como um consultório odontológico, é aquele paciente que realiza um tratamento e simplesmente não efetua o pagamento.

Motivos que levam à inadimplência

Para podermos começar, vamos entender quais são os principais motivos que levam um cliente a se tornar inadimplente. De acordo com o trabalho “Um estudo sobre os impactos causados pela inadimplência e os reflexos da saúde financeira das empresas“, os motivos giram em torno de:

  • Dificuldades financeiras do cliente
  • Desemprego
  • Descontrole nos gastos
  • Compras para terceiros
  • Atrasos de salários
  • Comprometimento com outras despesas
  • Redução de renda
  • Doenças
  • Má fé.

Como você pode ver, são diversos os fatores e nenhuma empresa está livre deles. Para que seu consultório funcione de forma adequada é preciso prever isso e entender quais são os impactos dessa inadimplência em seu financeiro, de forma a criar um plano para minimizar os danos.

Outros fatores que impulsionam a inadimplência em clínicas odontológicas

Falando mais especificamente de clínicas e consultórios odontológicos, algumas práticas ajudam a aumentar a inadimplência dos pacientes. Conforme discutimos em outro artigo aqui no blog, cobrar por procedimentos ou a cada consulta dos pacientes tende a aumentar o número de pacientes com débitos em atraso. Caso semelhante ocorre na cobrança de manutenções ortodônticas. Em ambos os casos, a solução é cobrar o valor total do tratamento e dividir em parcelas fixas.

O impacto da inadimplência nas finanças

No post em que falamos sobre a taxa de faltas dos pacientes, destacamos o quão oneroso é ter um espaço vazio em sua agenda. Agora pense na seguinte situação: em vez de ter o espaço vazio, o paciente comparece, gasta seu tempo, seu material e depois não efetua o pagamento.

Não precisa nem colocar números nessa frase para mostrar o quanto isso é problemático. Dos males, o menor é causar um descontrole na sua previsão financeira. O pior é transformar essa inadimplência em uma enorme bola de neve de problemas.

A começar que, com a inadimplência, os lucros de seu consultório diminuem. Isso faz com que seus ganhos mensais também caiam e, em um contexto maior, comece a faltar dinheiro para manter sua empresa em funcionamento. O não recebimento dos pagamentos pode significar que você também irá atrasar o pagamento de dívidas com os fornecedores ou mesmo com o banco.

A partir disso começam a trabalhar os juros e a bola de neve só aumenta. Isso porque ainda não estamos levando em consideração que às vezes é preciso pegar dinheiro emprestado no banco para resolver a situação, o que só piora o cenário.

Como o foco é apenas o seu consultório, não precisamos entrar em detalhes de como isso impacta a economia como um todo, mas saiba que isso também é algo que acontece, pois se você deixa de pagar seus fornecedores, eles também deixam de pagar os deles até chegar nos bancos, que têm que reajustar taxas, e isso impacta o governo. É uma avalanche de efeitos que pode ser minimizada com as ações de seu consultório para tentar resolvê-las.

É por isso que você precisa se preocupar com as inadimplências. Elas são um problema sério para seu consultório e que, se não tratadas, podem virar uma praga que levará seu negócio à falência. Temos dois posts que podem te ajudar com isso, o primeiro com dicas para evitar a inadimplência e o segundo com as formas de cobrança. Esperamos que eles sejam de grande ajuda para você.

cta webinar como controlar a inadimplência de pacientes
Assista ao webinar e aprenda a controlar a inadimplência em sua clínica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *