Gestão e Estratégia

Planejamento e gestão são importantes na odontologia?

Em um mercado competitivo como é o da odontologia, focar-se apenas no atendimento aos pacientes não é aquilo que vai garantir o sucesso de seu consultório. Se você não se dedicar a estudar métodos e ferramentas de gestão, o esforço feito na hora de abrir sua empresa pode ser em vão. Isso independe da sua capacidade técnica como cirurgião-dentista. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Sebrae em 2013, 28% dos empreendimentos relacionados à saúde humana fecharam as portas ainda nos dois primeiros anos de vida.
 
Com certeza não é o que você deseja para seu consultório. Para evitar que isso aconteça, é preciso enfrentar a principal vilã: a falta de planejamento e gestão. Se você não analisar com detalhes a região que você pretende instalar seu consultório, o público que pretende atingir ou os preços que deseja cobrar (só para citar alguns fatores determinantes), seu trabalho ficará baseado na sorte. Os pacientes vão chegar? Vou conseguir pagar o aluguel? Os preços são altos e afastando os pacientes? Ou eles desconfiam da qualidade do meu trabalho? Nesse contexto, muitas dúvidas serão geradas e poucas respostas surgirão para elas.
 
É por isso que, antes de colocar a cadeira e iniciar os atendimentos, é preciso fazer um planejamento inicial. As análises feitas e os resultados obtidos são a base para seu consultório se firmar e você poder se preocupar de fato, e com maior propriedade, de toda a parte gerencial. Isso envolve tudo: desde a forma como se relacionar com os possíveis funcionários, o controle do estoque, a organização das consultas e dos materiais, o atendimento em si. Tudo impacta diretamente na visão que os pacientes têm de você e do trabalho executado.
 
Uma boa gestão é aquela que consegue minimizar os erros, detectar possibilidades e maximizar os lucros da empresa. Há uma série de práticas que te auxiliam a fazer isso, mas, para este início, o que queremos deixar em sua mente é que planejar e gerenciar são partes fundamentais para o sucesso de seu consultório. Nunca se esqueça disso. O LaudOnline está aqui para te ajudar nesse processo.
 
Rodapé-PE

2 comentários sobre “Planejamento e gestão são importantes na odontologia?

  1. Boa tarde,
    Gostaria de ouvir a opinião de vcs a respeito da minha situação. Tenho uma clínica montada num bairro nobre de Brasília,mas atendo vários convênios e não pretendo abrir mão deles, porque além do fato de ter muito servidor por aqui acho arriscado me manter somente com particulares, principalmente em momentos de crise econômica.O problema é que eu acabo misturando muito o tipo de clientela e não consigo atingir o meu objetivo, que é abranger um público mais exigente e dessa forma poder trabalhar com valores mais elevados nos casos de tratamentos não cobertos pelos planos odontológicos, já que o custo pra manter a clínica neste ponto é bastante alto.Obrigada.

    1. Boa tarde Milene,
      primeiramente muito obrigado pelo interesse no blog do LaudOnline. É a partir dos feedbacks, comentários e dúvidas postados por você que poderemos aprimorar cada vez mais a qualidade e efetividade do nosso espaço para discussão e melhoria da gestão de clínicas e consultórios odontológicos dos país. Fazendo uma análise inicial da sua situação, a sugestão que tenho é que você faça uma mudança gradual da sua base de clientes, assim você pode alcançar seu objetivo e limitar os riscos de um rompimento brusco com os convênios. Confuso? Calma que vou explicar por partes. Primeiro você deve fazer uma segmentação da sua clientela por pacientes conveniados x pacientes particulares. Feito isso, você saberá quanto os clientes conveniados representam na sua base de clientes (ex.: 70% conveniados e 30% particulares). Além disso, é necessário fazer o mesmo para a receita proveniente dos pacientes conveniados x pacientes particulares (aqui está o ponto chave para analisar os riscos envolvidos). Outra informação interessante é saber quais são os principais convênios que você atende tanto em termos de número de pacientes, quanto de receitas. Tendo essas informações como base, agora é possível traçar um planejamento para alcançar seus objetivos. Falando resumidamente, qualquer planejamento é constituído de objetivos, metas, prazos, planos de ação e custos. Portanto, seu planejamento poderia ser traçado da seguinte forma (exemplo):

      Objetivo: Aumentar o percentual de pacientes particulares na base de clientes
      Meta: 70% da base de clientes
      Prazo: 24 meses
      Ações: Criar, remodelar ou aprimorar a identidade visual da clínica, criar campanha publicitária (folder, jornal,…), criar ou reestruturar o website, reformar as instalações da clínica para atender o padrão mais exigente dos particulares.
      Custos: X reais de investimento em marketing, website, reforma da clínica

      Objetivo: Aumentar o número de atendimentos particulares
      Meta: 80% do total de atendimentos
      Prazo: 24 meses
      Ações: Destinar uma parte dos horários da agenda apenas para atendimentos particulares
      Custos: x reais

      Objetivo: Aumentar a receita com pacientes particulares
      Meta: 90% da receita total da clínica
      Prazo: 24 meses
      Ações: Modernizar equipamentos da clínica, melhorar o atendimento ao paciente (marcação de consultas, envio de documentação, processo de faturamento e pagamento)
      Custos: x reais de investimento em equipamentos e software de gestão

      Como disse, esse é só um exemplo de um possível planejamento. O segredo consiste em traçar as metas e ir acompanhando mês a mês o quanto você está caminhando em direção a cada uma delas. A ação de separar parte dos horários apenas para atendimentos particulares é fundamental. Você pode começar com 10% e ir aumentando a medida que o número de pacientes particulares for aumentando. Depois de um tempo, você só marcará atendimento para conveniados caso ainda tenha espaço na cota da semana ou do mês.

      Por fim, espero ter esclarecido um pouco suas dúvidas. Qualquer esclarecimento ou informações extras pode me enviar seu telefone no juan.oliveira@laudonline.com que podemos conversar melhor. Além disso, amanhã teremos um novo post no blog sobre os pilares do planejamento, que também poderá te auxiliar.

      Um grande abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *